Portal da Cidade Atibaia

Jarinu

Polícia investiga abuso sexual de terapeuta da Prefeitura

Depois do registro de uma denúncia, outras quatro crianças procuraram a Polícia para relatar abusos.

Postado em 16/05/2018 às 07:05 | Atualizado hoje às 00:27

(Foto: G1 Vanguarda)

Jarinu- Nesta última sexta-feira (11), a Polícia Civil prendeu preventivamente um homem suspeito de estuprar menores de idade em Jarinu. Segundo  informações da Polícia, pelo menos cinco crianças denunciaram ter sofrido abuso sexual do suspeito.

O homem suspeito é terapeuta ocupacional da Prefeitura de Jarinu há cerca de cinco anos. Depois do registro de uma denúncia, outras quatro crianças procuraram a Polícia para relatar abusos como tentativa de penetração, atos libidinosos, toque e masturbação, todos praticados no último ano.

As vítimas são meninos, de 7 a 11 anos, que faziam terapia com o suspeito. A prisão preventiva do terapeuta foi decretada e, depois de uma semana foragido, ele procurou a polícia na sexta-feira junto com um advogado.

Em depoimento, o suspeito negou os abusos. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Campo Limpo Paulista.

Segundo a polícia, o homem apresentou um atestado médico na Prefeitura de Jarinu antes de se entregar à polícia, por isso, foi afastado do cargo por motivos médicos.

Em nota, o secretário da Saúde de Jarinu, Antenor Gomes Gonçalves, informou que abriu um processo administrativo para apurar as denúncias, mas que também aguarda o trabalho da Justiça par tomar medidas legais.

Denúncia arquivada

De acordo com a Polícia Civil, em 2017 um menino registrou denúncia por abuso sexual praticado pelo terapeuta. O caso foi arquivado por falta de provas e posteriormente o menor de idade negou que o abuso teria acontecido. A polícia vai investigar novamente o caso arquivado, além das cinco denúncias feitas recentemente.

Fonte: G1 Vanguarda

Deixe seu comentário