Portal da Cidade Atibaia

Atibaia

Piloto é condenado a 14 anos de prisão por morte de vizinho em condomínio

Crime aconteceu em 2012 após discussão entre o réu e a vítima no condomínio em que ambos moravam.

Postado em 27/01/2020 às 15:34 |

(Foto: G1 Vanguarda)

A Justiça condenou um piloto de aviões a 14 anos de cadeia pelo assassinato de um vizinho após uma discussão em um condomínio de luxo em Atibaia. O júri do crime, que ocorreu em 2012, aconteceu na última semana em São Paulo. O réu pode recorrer em liberdade.

Segundo o Tribunal de Justiça, o júri do piloto de aviões João de Almeida se estendeu por dois dias e decidiu pela condenação do réu pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil. A pena é de 4 anos, 4 meses e 24 dias de prisão.

O crime aconteceu no dia 30 de junho de 2012 após uma briga entre os vizinhos no condomínio Água Verde em Atibaia.

De acordo com os autos, o réu teria passado em alta velocidade em frente à residência da vítima, que estava na garagem. Houve um desentendimento entre os dois e o réu disparou contra o outro morador.

O piloto de aviões ainda tentou fugir, mas foi abordado pela polícia após o crime. Com ele, foi apreendida a arma usada no homicídio no assoalho do carro. Ele chegou a ser preso na época do crime, mas respondeu ao processo em liberdade.

O piloto de aviões também poderá recorrer em liberdade, mas deve se manter afastado da casa da família da vítima e não poderá entrar no condomínio onde aconteceu o crime. Além disso, não pode deixar o país, permanecer em casa no período noturno e comparecer mensalmente em juízo.

Outro lado

Os advogados de defesa informaram que vão recorrer da decisão e reafirmaram que o réu agiu em legítima defesa. “Há elementos probatórios nos autos mais do que suficientes para demonstrar que agiu em legítima defesa ao repelir, como os meios que dispunha no momento, um agressão injusta”.

Fonte:

Deixe seu comentário