Portal da Cidade Atibaia

informação

SM Educação lança livro inspirado em mulheres brasileiras

Obra desenvolvida pela SM Educação a partir de anseios e histórias inspiradores de mulheres brasileiras fará parte de movimento pela alfabetização.

Postado em 15/09/2020 às 12:51

(Foto: Imagem ilustrativa para notícia)

O Instituto Natura lança este mês "Um sonho feito de linhas", livro desenvolvido pela SM Educação a partir de relatos da infância e histórias de vida de diversas Consultoras de Beleza Natura provenientes de diferentes regiões do Brasil. A ação nasceu por meio de uma parceria entre o Instituto Natura e a Fundação SM, que defendem que ações de fomento à leitura são transformadoras para a vida de crianças e adultos.

A iniciativa faz parte de um grande movimento pela alfabetização das crianças brasileiras, promovido por Natura Crer Para Ver, em parceria com o Instituto Natura, envolvendo mobilização da rede de mais de 1 milhão de Consultoras de Beleza Natura ao redor do país. O livro é um convite para que as pessoas escrevam novas histórias de transformação por meio da literatura e educação, valores compartilhados pela SM.

"Acreditamos que a literatura, além de entreter, também estimula a imaginação, apresenta novos lugares e culturas, ajuda a desenvolver habilidades cognitivas, favorece a percepção de si e do outro, estimulando o acolhimento das diferenças e o pensamento crítico", ressalta Graziela Ribeiro dos Santos, gerente editorial de literatura da SM Educação.

"Um sonho feito de linhas" será distribuído em versão impressa e digital às consultoras agora em setembro, mês do Dia Mundial da Alfabetização e da Educação Básica no Brasil. A obra foi escrita por Ana Carolina Carvalho, autora de obras infantojuvenis e psicóloga, que trabalha na educação com a formação de leitores - a partir de histórias de mulheres brasileiras reais, desbravadoras e que superam desafios e colaboram ativamente com a construção de uma educação pública de qualidade. As ilustrações são de Andreia Vieira.

"A literatura sempre me ajudou a tecer olhares para o mundo", reflete a autora Ana Carolina Carvalho.

A ilustradora Andréia Vieira conta como foi o processo criativo:

"Gosto de pensar em pequenas cenas, imaginando a personagem viva caminhando pela casa, brincando com sua mãe. A ideia de usar só o lápis teve a intenção de evocar a simplicidade e a delicadeza das linhas escritas de Ana Carolina Carvalho. O lápis, com sua delicadeza, força e textura, é uma extensão do gesto do artista, e é a força do gesto que traz a vida ao livro",

Para Graziela, trata-se de um livro poético, afetivo, com muitas metáforas e camadas de leitura, construídas a partir de uma linguagem simples, acessível a crianças e adultos.

"Em conjunto, buscamos construir no texto, nas ilustrações e no projeto gráfico da obra uma narrativa sensível e potente, capaz de atingir diferentes faixas leitoras. Trabalhamos nos mínimos detalhes na construção das personagens e na contextualização para as consultoras que serviram de inspiração à protagonista e sua mãe se reconhecessem nessa história, e com ela se encantassem, a ponto de desejarem compartilhá-las com seus filhos e crianças próximas, lendo-a ou recontando-a".

No Brasil, mais da metade das crianças da rede pública de ensino não aprendem a ler e a escrever até os 7 anos de idade. Isso significa que até o final do 2º ano do Ensino Fundamental, elas não estão alfabetizadas, apresentando sérias dificuldades de leitura e interpretação de texto. Foi pensando nesse desafio que Natura Crer Para Ver, em parceria com o Instituto Natura, lançou a campanha nacional #EuEscrevoEssaHistória, em apoio à alfabetização de todas as crianças até os 7 anos de idade.

A campanha #EuEscrevoEssaHistória tem como principais pilares valores também compartilhados pela Fundação SM, a sensibilização para o cenário da alfabetização pública no país e a mobilização de todos.

Fonte:

Deixe seu comentário