Olá Visitante! Cadastre-se ou faça seu Login
Login com Facebook
ou
Você está em Atibaia / SP

Você está aqui: Home / Colunistas / Empreender / Os 4 maiores erros do pequeno empreendedor
Atualizado


Os 4 maiores erros do pequeno empreendedor

No Brasil, metade das empresas fecham as portas antes de completarem 4 anos de idade (veja matéria da folha). Muitas pessoas colocam a culpa no governo e seus impostos, outros na cultura brasileira e seus altos índices de inadimplência, outros apontam os bancos como vilões ao desencorajarem o crescimento oferecendo crédito com alto custo. Todos esses fatores com certeza dificultam a vida do empreendedor, mas por que alguns conseguem sobreviver e prosperar em meio a tantas dificuldades?


 


Geralmente micro e pequenas empresas são administradas pelo próprio dono, que em algum momento decidiu se tornar um empreendedor e muitas vezes não teve a oportunidade de estudar práticas de gestão. Neste contexto, decisões erradas podem fazer um negócio com alta probabilidade de sucesso se transformar em um grande fracasso. Muitos empreendedores cometem erros de gestão que colocam suas empresas em risco de falência. Neste artigo irei abordar 4 grandes erros que gestores de pequenos negócios cometem e que podem ser fatais para qualquer ramo.



1 – Misturar contas pessoais com contas da empresa


 


O primeiro é muito comum de se ver. O dono da padaria usa cheques e cartões da empresa não só para comprar a farinha e outras matérias primas para fazer o pão, mas também para pagar a conta da TV a cabo de sua casa, a escola do filho e a academia da esposa.




Tenha em mente que ao juntar as contas, a contabilidade da empresa fica obscura e uma bola de neve se forma, intensificando a dificuldade de saber ao fim do mês se a empresa lucrou ou teve prejuízo.


O que se deve fazer é separar as despesas. Se você foi a loja de roupas e comprou novas camisetas para usar no fim de semana, use o dinheiro, cheque ou cartão que está relacionado a sua pessoa física. Se você está usando o cartão para comprar um novo equipamento para empresa, use o que está relacionado a sua pessoa Jurídica.


 


Não dê desculpas. Se hoje você faz isso na sua empresa, não coloque a culpa na falta de tempo, no cartão da conta PF que você perdeu, etc. Você precisa mudar isso já.




2-Não estabelecer um salário fixo


 


Muitos proprietários de empresas não sabem o quanto ganham por mês. Isso porque todos os dias fazem pequenas retiradas do caixa. O pior é que a maioria tira muito quando a empresa fatura muito e pouco quando a empresa fatura pouco. O erro está em não estabelecer uma quantia fixa, o que dificulta o planejamento financeiro familiar e também impedirá você de organizar-se suficientemente para pagar suas despesas pessoais e ainda sobrar para uma poupança e para lazer.


 


Uma grande saída é pensar que você também é um funcionário da empresa, portanto deveria receber um salário mensal como todos outros colaboradores. Essa medida irá regular a contabilidade da empresa, ajudar em estabelecer metas e estratégias não só no âmbito profissional, mas também no pessoal.


 


Estabeleça um valor fixo para seu salário. Se sua empresa tem uma performance financeira saudável, mesmo em meses de prejuízo, você terá sobra de caixa para pagar seu ordenado. Esse salário deve entrar na sua conta pessoal 1 vez ao mês e se organize para viver assim. Todo assalariado consegue, por que você não?



Se a empresa está tendo bons momentos e está dando bastante lucro, mantenha o valor fixo, assim o caixa da empresa começará a ter cada vez mais dinheiro. Após 6 meses ou 1 ano, você poderá fazer uma grande retirada, que será considerada como distribuição dos lucros da empresa em termos contábeis, mas para você poderá ser um 13º bem gordo.



3- Pagar credores antes de pagar a si mesmo


 


Muitos empresários sacrificam seus fins de semana e feriados em nome de suas empresas, isso é aceitável  em até certo nível, mas oq ue não pode acontecer é sacrificar seu próprio salário para pagar as contas da empresa.


 


Se você se identifica com os erros acima, provavelmente comete esse erro como consequência. Eu aprendi esta dica ao ler o livro Pai Rico Pai Pobre, nele o autor sugere que o empreendedor deve primeiro pagar seu salário e depois pagar seus credores.


 


O livro preconiza que se o empresário paga seus credores primeiro deixando seu salário por último, ele irá “afrouxar” suas necessidades, deixar de buscar novas metas e resultados e conviver com menos dinheiro para ele no fim do mês. Porém se ele fizer ao contrário, ele terá o dinheiro em seu bolso e continuará a buscar soluções para pagar as contas a seus credores.


 Se você não obtém a recompensa do seu trabalho no fim do mês, você começará a se sentir menos motivado com seu negócio e em um futuro próximo, irá pensar em seu trabalho como um frado ou um desprazer e acordará todos os dias desejando cada vez mais chegar o dia de sua aposentadoria.


 


4- Usar a maior parte de seu tempo a tarefas operacionais do que estratégicas


 


Micro e pequenas empresas contam com 1 a 20 funcionários em sua maioria, geralmente estas empresas não tem setor de RH, departamentos de compras e vendas separados, líderes e gerentes. Normalmente nestas empresas os funcionários fazem de tudo um pouco e o dono está presente na operação do dia-a-dia atuando como gerente, comprador, vendedor, etc. Obviamente a presença do dono é fundamental e muitas vezes ele terá que fazer tarefas operacionais. O problema é que muitos passam muito tempo fazendo tarefas que poderiam ser delegadas a seus funcionários e se esquece de fazer o fechamento financeiro, analisar dados de faturamento e custos, realizar pesquisas para diminuir seus custos ou procurar maneiras de expandir seus negócios. Estas tarefas são exclusivas do proprietário.


 


Organização do tempo é um dos maiores desafios de qualquer gestor e saber fazê-lo de com excelência irá alavancar seus resultados.


 


Separe um horário ou ocasião específica para focar em assuntos estratégicos. Tente usar pelo menos 30% do seu dia para isso. Ao estabelecer estratégias, provavelmente você conseguirá diminuir processos operacionais e gradativamente sobrará mais tempo para você usar em questões estratégicas.


 


Fique alerta! Vivemos em um país o qual ser empresário já é um enorme desafio. Se o empresário não tiver conhecimentos técnicos e não seguir estas estratégias, a probabilidade de ter sua empresa entrando para as estatísticas aumentará mais ainda.


 


 


 



Fonte: Oficial Douglas Carvalho

Deixe seu comentário

Você está em Atibaia / SP
Portal Atibaia
Unidade Atibaia, SP


Portal da Cidade Atibaia LTDA - 24.455.443/0001-35
© 2008-2017 Copyright Franquia Portal da Cidade ®